Blog do Bruno Voloch

Arquivo : maio 2013

Fluminense nas mãos de Fred diante do Olímpia
Comentários 11

Bruno Voloch

É hoje o jogo mais importante do ano para o Fluminense.

Contra o Olímpia, o time tenta se classificar para as semifinais da libertadores e continuar sonhando com o inédito título sul-americano.

Estádio lotado, muita pressão, catimba dos paraguaios, enfim, o Fluminense irá encontrar de tudo no Defensores del Chaco.

O favoritismo é deles e talvez com uma certa razão especialmente pela boa campanha em casa.

O Fluminense porém costuma se superar nessa horas e crescer nas adversidades. Pelo menos tem sido assim.

Tecnicamente a equipe de Abel Braga é superior.

A má fase de Wellington Nem e a insegurança dos zagueiros são motivos de preocupação.

Quem pode decidir é Fred. Quem a torcida espera que decida é Fred.

O Fluminense, pra variar, está nas mãos de Fred.


A dúvida cruel de Jorginho no Flamengo
Comentários 41

Bruno Voloch

Jorginho ficou feliz com o desempenho do Flamengo na estreia do brasileiro diante do Santos.

Ele tem razão. Mesmo com o clima festivo da partida, o time rubro-negro foi muito superior e mereceu a vitória.

Se não fosse a incompetência nas finalizações, a equipe certamente teria vencido e até com sobras.

Jorginho porém não precisa pensar muito. Diz ele que está em dúvida entre manter Hernane ou escalar Marcelo Moreno contra a Ponte Preta.

O boliviano foi contrato para ser titular. Hernane fez um campeonato carioca razoável, é esforçado, mas não passa disso.

Jorginho não tem que perder o sono.

Marcelo Moreno é muito mais completo e será titular.

 


Montreux Volley Masters perde prestígio e abre temporada com cara de segunda linha
Comentários 17

Bruno Voloch

A seleção feminina abre oficialmente a temporada 2013 participando da Montreux Volley Masters.

Sem as principais estrelas, como Sheilla e Jaqueline, José Roberto Guimarães vai aproveitar a competição para testar algumas jogadoras.

Apenas a República Dominicana, do brasileiro Marcos Kwiek, optou em levar a força máxima.

Alemanha, China, Japão, Itália e Rússia jogarão o torneio com time B. A Suíça, dona da casa, não tem expressão nenhuma.

Diante desse quadro, o Brasil é considerado o favorito para levar a Montreux Volley Masters.

Dani Lins, Fernanda Garay, Adenísia e Tandara fizeram parte do grupo campeão olímpico em Londres. As 4 formam a base da equipe titular. Juciely é a outra central e Camila a líbero. Ellen, Michelle e Pri Daroit disputam a outra vaga de ponteira. Daroit é a mais indicada.

Difícil pensar em algo diferente.

Passando o olho na relação das demais seleções, chego a conclusão de que o Brasil tem longe as melhores opções.

Claro que a gente deve levar em consideração a falta de ritmo de jogo, possível desentrosamento, inexperiência de parte do grupo, mas mesmo assim, qualquer resultado que não seja o título será frustrante.

 

 

 

 

 

 


A incrível matemática do Sesi
Comentários 7

Bruno Voloch

O Sesi apresentou o elenco do time masculino para a temporada 2013/14.

O investimento, segundo o clube, é de cerca de R$ 7 milhões, mas as contas não fecham.

Sidão não sai por menos de R$ 750 mil por ano. Lucão assinou por cerca de R$ 900 mil, possivelmente limpos. Rogério e Maurício vão ganhar algo em torno de R$ 500 mil e Lucarelli perto dos R$ 800 mil. Evandro e Renan são os mais ‘baratos’ e custarão entre 400 e 450 mil no ano.

Serginho ficou mais uma temporada e receberá algo em torno de R$ 700 mil até maio de 2014.

A comissão técnica não sai por menos de R$ 1,2 milhão. Isso sem falar nos atletas menos conhecidos e que fazem parte do elenco, viagens, deslocamentos e etc …

Não é preciso nenhum expert no assunto.

Os números não batem na incrível matemática do Sesi.

 

 

 

 

 


Chocada, Érika desabafa: “Ingrid era muito feliz e queria ser mãe. Estou revoltada”.
Comentários 16

Bruno Voloch

Érika Coimbra, ex-jogadora da seleção brasileira, ficou chocada com a notícia da morte de Ingrid Visser:

“Estou indignada. Era muito amiga dela e sempre a gente se falava. Passamos a virada de ano juntas e ela me pareceu muito feliz e tinha planos de engravidar. Era o sonho dela. A Ingrid não apresentava nenhum tipo de problema emocional, pelo contrário, estava ótima”.

Érika e Visser não jogaram juntas, mas se enfrentaram várias vezes:

“Falei com ela há dois meses. O Brasil era a segunda casa da Ingrid e ela adorava o país. Namorou durante 9 anos com um brasileiro, mas terminaram. Pessoa alegre, inteligente, do bem, divertida e com sorriso no rosto”.

A jogadora não desconfia do que possa ter acontecido, mas alerta:

“Com essa máfia e pobreza na Espanha, pode ter tido a má sorte e ter encontrado um desses filhos da p… como temos aqui, que roubam, estupram e ainda matam por 10 euros. Espero que a polícia encontre os culpados. Fico revoltada”.

Érika está no Brasil de férias e estuda propostas do vôlei brasileiro e europeu.

 


RJX deve trocar Théo por Leandro Vissoto
Comentários 13

Bruno Voloch

Campeão brasileiro pelo RJX, o oposto Théo não vai renovar contrato com o clube carioca.

O jogador deve se transferir para o vôlei europeu. Théo tem proposta da Itália e da Turquia. O Halfbank, time turco, tem grande interesse em contar com o atleta.

Se Théo está saindo, Leandro Vissoto está chegando.

Os dirigentes do RJX já firmaram acordo com Vissoto, mas trabalham em silêncio e com cautela por causa do orçamento financeiro. O jogador ganhava cerca de 700 mil euros pela temporada no Ural Ufa, da Rússia.

Vissoto deseja permanecer no Rio de Janeiro e ao lado da família. A opção pela cidade acabou sendo determinante na escolha.

As partes envolvidas não admitem a negociação publicamente, mas Vissoto está apalavrado com o RJX.


Discreto, Neymar vê Santos escapar da derrota
Comentários 16

Bruno Voloch

A despedida de Neymar fica marcada pela emoção do jogador na execução do hino nacional.

Lágrimas no rosto, foi difícil segurar o choro.

Com a bola rolando porém, Neymar foi discreto, assim como todo o time do Santos. A sensação é de que Neymar escolheu o momento mais do que certo para trocar de time. O time é limitado tecnicamente e prejudica sensivelmente o desempenho do craque santista.

Dominado a maior parte dos 90 minutos, a equipe paulista escapou da derrota em Brasília.

O Flamengo foi muito superior, criou várias chances de gol, mas não soube definir. Hernane, Gabriel e Renato no primeiro tempo e Carlos Eduardo na etapa final.

O Santos se limitou a jogar no contra-ataque mas não incomodou o goleiro Felipe.

Zero a zero injusto em dia de festa e despedida em Brasília.

 


Nancy Metcalf encerra a carreira, Del Core assina no Dínamo e Skowronska no Azerbaijão
Comentários 4

Bruno Voloch

O mercado internacional anda movimentadíssimo e os clubes continuam contratando e se reforçando para a temporada 2013/14.

Cotada em Campinas, a polonesa Katarzyna Skowronska trocou o vôlei da China pelo Azerbaijão. Skowronska deixou o Evergrande após 2 anos e irá defender o Rabita Baku.

Sai Skowronska chega a central Martina Guiggi, campeã italiana pelo Piacenza. Guiggi jogará pela primeira vez no exterior e optou em trabalhar com Lang Ping no Evergrande.

A italiana Antonella Del Core vai reforçar o Dínamo Kazan, de Gamova. O atual campeão da Rússia manteve no elenco a norte-americana Larson e renovou com as jogadoras mais importantes.

A notícia mais surpreendente vem dos Estados Unidos. Nancy Metcalf decidiu encerrar a carreira aos 34 anos. Metcalf, de 34 anos, jogou quase 12 anos pela seleção nacional e passou pelo Minas na temporada 2009/10.

A jogadora estava há 2 anos no Azerbaijão e atuou em Porto Rico, Itália, Espanha e Turquia.

 

 


Botafogo pode lamentar empate contra Corinthians
Comentários 9

Bruno Voloch

O Botafogo pode reclamar mais do resultado do que o Corinthians. O time carioca perdeu uma grande oportunidade de começar o campeonato vencendo.

Fez 1 a 0 com Rafael Marques, perdeu várias oportunidades e poderia ter matado o jogo no segundo tempo.

Na bola parada, na pressão e sempre com Paulinho, o Corinthians empatou a partida.

Não dá para deixar de destacar a segurança de Jefferson, o toque refinado de Seedorf no meio  e a qualidade técnica de Paulinho.

Empatar fora de casa teoricamente poderia ser considerado um ótimo resultado para o Botafogo.

Não foi. O Corinthians estava completo, jogou diante de 30 mil pessoas, mas o Botafogo foi melhor e não soube ganhar a partida nos 15 primeiros minutos do segundo tempo.

Pelo que jogou os 90 minutos, o Corinthians não pode reclamar da sorte.

 

 


Glédson falha e entrega vitória ao Vasco
Comentários 1

Bruno Voloch

O Vasco venceu. 1 a 0, no sufoco e deve agradecer ao goleiro Glédson, da Portuguesa.

Não dá para reclamar da falta de apoio dos torcedores, afinal quase 10 mil pessoas estiveram em São Januário. Bom público e péssimo futebol.

O jogo foi sofrido em termos técnicos e a Portuguesa, por incrível que possa parecer, conseguiu ser pior que o Vasco, por isso perdeu.

O Vasco achou o gol no início do segundo tempo numa falha grotesca do goleiro Glédson que furou ao tentar dar um soco na bola. Tenório, meio sem jeito, fez 1 a 0.

Esgotado fisicamente e com alguns jogadores se arrastando em campo, o Vasco se defendeu praticamente durante todo o segundo tempo. Conseguiu os 3 pontos muito mais um função da fragilidade do adversário do que por méritos próprios.